• Rosana Seager

Canela: erva da gratidão


Canela

A canela é uma das mais importantes especiarias do mundo, um dos remédios mais antigos. É nativa da Índia e do Sri Lanka.

Uma erva extremamente aromática, usado na culinária e em tratamentos diversos naturais.

A canela é uma planta que aquece, traz calor interno, combina contra desequilíbrios que esfriam o corpo. Por isso mesmo é muito usada para tratar sintomas de gripes e resfriados e é excelente para bochechos contra a candidíase bucal. Ela ajuda a digestão e a circulação.

Durante o período menstrual, pode aliviar cólicas menstruais e ter efeito regulador no sangramento: controla o excesso de fluxo ou estimula quando há retenção de fluxo. É muito útil no tratamento da síndrome de ovário policístico a auxilia a reduzir níveis de insulina e a estabilizar níveis de estrogênio.

Há pesquisas que sugerem que a casca da canela ajuda a prevenir e tratar diabetes do tipo 2, aumentando a habilidade das células em responder à insulina e auxiliando na estabilização das taxas de açúcar no sangue. Também usada como recurso reconfortante, ajudando na digestão e na flatulência, bem como diarreia. Possui atividade antifúngica, podendo ser usada no tratamento de bactérias intestinais desreguladas.

Seu caráter fitonergético é yin, eliminando a frieza e insensibilidade, ingratidão e rebeldia.

Traz sentimento de unidade e cria proteção energética.

Deve ser evitada em excesso na gestação, embora possa ser usada como um chá de preparação para o parto, após 38 semanas, por aquecer o corpo.

Aquela erva que nos faz agradecer ao ingeri-la. Eu costumo chamar de comfort food. Quem nunca precisou daquele mingau de banana com aveia salpicado de canela num dia frio, ou num dia que precisamos de colo e aconchego?

*

Usada em pó na alimentação, pau de canela na infusão, como tintura e como óleo essencial.

Você tem o costume de usar a canela no seu dia-a-dia? Quais benefícios você nota com seu uso? Compartilha aí!


#terapianaturalintegral #ervas #fitoterapia #fitoenergetica