• Rosana Seager

Ervas para um períneo dolorido


O meu primeiro parto foi um parto vaginal hospitalar na Inglaterra. O plano A era um parto domiciliar, mas precisamos de uma transferência. Acabou sendo um parto com bastante intervenção (algumas necessárias, outras nem tanto). Teve monitoramento contínuo do batimento cardíaco do bebê, analgesia que mais se assemelhou a uma completa anestesia, sonda na uretra (sim, para um parto normal! Acredita? Protocolos diferentes de país para país), meia de compressão, braçadeira aferindo pressão de 5 em 5 minutos. Teve troca de plantão. Midwife que chegava no plantão entrou acendendo luz, falando alto e precisei lembrá-la de ler meu plano de parto entre uma pergunta e outra das mil perguntas que ela fazia enquanto eu tentava dilatar. Teve alarme falso acionado para uma cesária de emergência quando 10 profissionais entraram às pressas na sala, colocando máscara de oxigênio em mim, quando eu e Clara estávamos perfeitamente bem. Sermão e bronca da midwife senior na midwife que estava me acompanhando e sai todo mundo da sala de novo. Aí começou aquele puxo extremamente dirigido, sem eu sentir absolutamente NADA (afinal me deram uma analgesia cavalar); entre um puxo e outro recebia elogios de que estava indo bem, enquanto me mandava fazer força com raiva no bumbum.. eu só pensava: como posso ficar com raiva com o nascimento da minha filha? Para completar teve ameaça de episio (nem preciso dizer completamente desnecessária), quando finalmente, encontrei uma leoa em mim e mesmo anestesiada consegui virar de quatro apoios para deixar a cabecinha da Clara escorregar para fora. Clara nasceu com a mão colada na bochecha. Apesar de tudo isso, a laceração foi bem superficial e acho até que nem precisaria de pontos, mas acabaram me dando.


Dessa forma fiquei bastante surpreendida em como doeu para sentar por alguns dias. Muita sensibilidade na região.


O períneo no pós-parto pode ficar bem sensível, mesmo íntegro ele pode ficar bem dolorido.


As ervas podem ser extremamente úteis para cuidar desse períneo pós-parto.


Fiz muito banho de assento! Só de sentar naquela bacia geladinha cheirosa já sentia um alívio enorme!


Você pode fazer um blend ou usar as ervas separadas, no banho de assento, aplicando compressa morna (absorvente de pano, toalhinha).


Dentre os benefícios das ervas acima você vai encontrar:

Anti-inflamatórias

Adstringentes

Analgésicas

Antissépticas

Calmantes

Relaxantes

Antibacterianas

etc


Seu períneo vai agradecer!