• Rosana Seager

Já aconteceu com você?


Já aconteceu com você?


Às vezes tudo parece estar de cabeça para baixo, fora do lugar. Você se sente perdida, com listas e listas de afazeres e vontades, mas sem tempo, sem energia, desanimada; sem saber por onde começar.


Você se compara com os outros, com os milhares de posts motivacionais, produtividade, dietas, renovações, voltas por cima.. e em vez daquilo de incentivar, te coloca ainda mais baixo.


A verdade é que não há uma pessoa humana que não tenha passado por isso e que frequentemente volte a se sentir assim.


A mídia é ótima para muitas coisas! Mas em termos de autoestima... nos dias que você não estiver bem, faça um favor a si mesma(o) e não fique vagando pelas mídias.


Tome um tempo para si, ligue para um(a) amigue, escreva, desenhe, assista uma série, um filme, durma, tome um chá, um chocolate quente, um café, ou faça um escalda-pés, um banho demorado, uma caminhada sozinha, ou uma meditação guiada, uma yoga, uma corrida, leia um livro ou simplesmente não faça nada (se tiver esse privilégio).

Meu desafio nesses dias é lidar com as minhas demandas bagunçadas emocionais e o impacto delas nas minhas filhas, que parecem sentir tudo o que sinto e entrar numa enorme desorganização. Bem difícil encontrar um espaço para mim na pandemia, com crianças pequenas em casa.


A vida de ninguém é perfeita! Todos temos nossos momentos que precisamos de um ombro amigo.


Que possamos nos permitir acolher esses momentos, vivenciar a vida de cabeça para baixo, para então entender o que é que precisa mudar, quais ajudas precisamos buscar, qual o terreno que vamos pisar ao retornar para o eixo.


Eu amo me colocar nas posturas de cabeça para baixo, deixar o sangue se reacomodar, as energias circularem.


Passa para o lado a foto acima e veja a alegria de uma criança que sabe sair da invertida e se erguer para a vida.


Que eu saiba me colocar de volta mo eixo nas muitas vezes que reviramos de cabeça para baixo.