• Rosana Seager

Propósito

Atualizado: 18 de jan.


No ano de 2020, uma das minhas metas foi autocuidado para mim.


Já era mãe há quase 5 anos, já tinha a segunda filhota há quase 1 ano e me dei conta do quanto a vida estava num piloto automático que, por vezes, chegou a parecer sair, mas rapidamente retornava à falta de autonomia das próprias necessidades, vontades.


Aliás, o que é vontade mesmo?


Mãe tem direito a ter vontades e necessidades próprias?


Ao longo do ano, um ano completamente atípico para o mundo todo, fui enxergando a gritante URGÊNCIA de me cuidar, pois além do meu maternar, que é um constante doar, meu trabalho como terapeuta, também envolve cuidar, ouvir, acolher, nutrir e empoderar mulheres.


E em algum momento a energia esgota e tudo entra em desequilíbrio.


De meta própria, o autocuidado passou a ser um propósito. Desse propósito surgem diversas crenças que compõem a minha personalidade, o meu norte para seguir estudando, trabalhando, maternando e me cuidando.


Apresento aqui o propósito que me guia:


Cuidar, acolher, escutar, orientar, oferecer apoio emocional, proporcionar as ferramentas de empoderamento, de autocuidado por meios naturais e, consequentemente, de autocura para as mulheres em suas diversas fases de vida.


Sigo me encantando em perceber que quando nos abrimos para o universo, ele nos responde com aquilo que precisamos para crescer!

Amo demais perceber que quanto mais eu me enveredo pelo mundo das ervas, mais pessoas vêm me procurar pedindo ajuda e dicas de ervas!

Isso é um enorme sinal que estou no caminho certo.


O que te motiva? Qual o seu propósito? Qual a transformação que você quer trazer no mundo?


Deixe aqui nos comentários.