• Rosana Seager

Invertida durante o parto


Para quem ainda acha que trabalho de parto é igual a cenas de filmes e séries que mostram a mulher deitada na cama do hospital aguardando a dilatação, apresento esta foto de uma bela invertida para ajudar a bebê a se reposicionar durante o parto, quando parecia estar “estacionada” numa mesma posição por bastante tempo.


Movimentação, mudanças de posições, escutar o que seu corpo está pedindo são fundamentais para ajudar o trabalho de parto a fluir e progredir.


A pelve é um conjunto de ossos, articulações, atravessada de ligamentos, musculatura que são enormemente influenciadas pela nossa postura, pelos nossos vícios corporais, pelas nossas tensões, pelos nossos medos, pelas ameaças que por ventura recebemos, pela desconfiança na equipe de parto e em nós mesmas.


Entrar em contato com seu próprio corpo, conhecendo os espaços, as possibilidades de movimentação, entendendo a descida do bebê dentro da pelve são alguns dos assuntos que falaremos na jornada e no curso de Gestação, parto e pós-parto: preparação e cuidados naturais.