• Rosana Seager

Escuta do corpo no parto


Esse último grito da foto foi segundos antes de eu entender o que estava acontecendo, em qual estágio do parto eu estava: no fim do expulsivo


O parto da Lis foi um parto à jato. Eu nunca, como doula, tinha acompanhado um parto tão rápido.


Desde a primeira contração que eu pude de fato entender que era contração até nascer foram 1h 44 min.


Então quando eu comecei a engrenar eu já avancei etapas e mergulhei nos meus instintos. Minha mente ficou em segundo plano e meu corpo tomou conta da orquestra.

Sem pensar racionalmente, eu reagia, mudava de posição, fazia puxos sem perceber.

Todos ali sabiam que Lis estava prestes a nascer, menos eu.


Esse último grito foi seguido de uma pressão enorme no ânus, com eu falando: “tá vindo, tá descendo”, com minhas mãos indo instintivamente para minha vulva e logo em seguida sentindo a cabecinha dela expandindo todo períneo.

Ali eu entendi o que estava acontecendo, em qual momento do parto eu estava e parei de gritar.

Assustada com a velocidade e intensidade, porém super focada, simplesmente respirei sua cabeça para fora com o amparo das minhas mãos.


A cabecinha dela foi acariciada por mim, falando: “pode vir, filha” e pedindo ajuda da @maira_libertad_ com medo de não conseguir segurá-la quando o corpinho nascesse. Maira simplesmente falou: “pode deixar, estou aqui” com suas mãos logo abaixo, protegendo caso Lis despencasse.


O suspiro de alívio de sentir o corpinho nascer foi semelhante ao suspiro logo após um orgasmo.

Eu estava insuflada de ocitocina, empoderada pelo conhecimento e conexão com meu corpo, somado ao apoio indescritível da equipe que escolhi para toda a gestação, parto e pós-parto.


Meu sincero desejo é que todas as mulheres possam ter um parto respeitoso, que seja uma experiência positiva, prazerosa (que não significa necessariamente sem dor), independente da via de nascimento.


Que seu bebê seja recebido neste mundo com muito amor, respeito e saúde.


Que seja uma experiência que tanto mãe quanto bebê (e quem mais estiver envolvido) tenham marcas e memórias gostosas e positivas de se lembrar.

Podendo adentrar no pós-parto, na maternidade com leveza e um calorzinho bom na alma e no corpo.


A preparação para o parto com informações de qualidade + escolha de uma equipe que honre suas escolhas e direitos de forma respeitosa (em toda a gestação, parto e pós-parto) + conectar-se com seu corpo e suas ferramentas e mecanismos de lidar com a intensidade são essenciais nessa jornada